Categorias

Apostolado da Oração

Pesquisa

A Teoria do Direito de Habermas e o Campo do Político: o Direito como Medium entre Sistema e Mundo da Vida?

Danner, Leno Francisco. “A Teoria do Direito de Habermas e o Campo do Político: o Direito como Medium entre Sistema e Mundo da Vida?” Revista Portuguesa de Filosofia 70, no. 2–3 (2014): 397–416. DOI 10.17990/RPF/2014_70_2_0397.

Mais detalhes

À venda À venda!
10,00 €

137020397

Disponível apenas on-line



  • A Teoria do Direito de Habermas e o Campo do Político: o Direito como Medium entre Sistema e Mundo da Vida?

    Author Leno Francisco Danner
    Rights © 2015 Aletheia - Associação Científica e Cultural | © 2015 Revista Portuguesa de Filosofia
    Volume 70
    Issue 2-3
    Pages 397-416
    Publication Revista Portuguesa de Filosofia
    ISSN 0870-5283; 2183-461X
    Date 2014
    DOI 10.17990/RPF/2014_70_2_0397
    Language Portuguese
    Abstract Resumo Definir-se-á a teoria da modernidade de Habermas como apontando para uma dialética entre institucionalização e espontaneidade, no que diz respeito à compreensão do campo do político, enquanto aspecto específico da modernização ocidental. Seguidamente, reconstruir- se-á o sentido das patologias ligadas à modernização, entendidas como um solapamento da espontaneidade dos mundos da vida pelo crescimento das lógicas institucionais do Estado administrativo e da economia capitalista, levando à sua monetarização e à sua burocratização. Com Direito e Democracia (Faktizität und Geltung), essa dialética recebe uma viragem surpreendente, na medida em que a institucionalização passa a ganhar precedência em relação à espontaneidade própria de uma sociedade civil, marcada por iniciativas cidadãs e movimentos sociais críticos do poder, enfraquecendo o potencial emancipatório do conceito de democracia radical. Palavras-chave : espontaneidade, Habermas, institucionalização, modernidade, política

    Abstract In this paper the theory of modernity of Habermas will be defined as a theory pointing to a dialectic between institutionalization and spontaneity, on the comprehension of the political field as a specific point of the western modernization. From that, it will be reconstructed the sense of the pathologies linked to modernization, understood as a washout of the spontaneity of the life worlds by the overwhelming growth of the institutional logics of the administrative State and capitalist economy, that conducts to bureaucratization and monetization of the life worlds. With the book Between Facts and Norms (Faztizität und Geltung), Habermas realizes a surprisingly turn on such dialectics, conceiving the precedence of the institutionalization in relation to spontaneity of the civil society, characterized by citizen initiatives and social movements, critics of power, weakening the emancipatory potential of radical democracy. Keywords : Habermas, institutionalization, modernity, politics, spontaneity
    Date Added 02/07/2015, 17:20:44
    Modified 10/07/2015, 12:11:31

    Tags:

    • Habermas
    • institutionalization
    • Modernity
    • politics
    • spontaneity

Carrinho  

Sem produtos

Envio 0,00 €
Total 0,00 €

Carrinho Encomendar

PayPal

Pesquisa