Categories

Apostolado da Oração

Search

Revista Portuguesa de Humanidades, 2021, Volume 25

Revista Portuguesa de Humanidades, 2021, Volume 25

Revista Portuguesa de Humanidades, 2021, Volume 25

More details

On sale On sale!
30,00 € tax excl.



Revista Portuguesa de Humanidades, 2021, Volume 25 

Rights © 2021 Aletheia - Associação Científica e Cultural
Publication Revista Portuguesa de Humanidades
Volume 25
Issue 1-2
Place Braga
Publisher Axioma - Publicacções da Faculdade de Filosofia
DOI https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_000

ISBN

9789726973430 (Paperback) ; 9789726973447 (eBook)

ISSN

0874-0321; 2184-4712

Date 2021
Language Portuguese, English, Spanish, Italian
# of Pages 410
Date Added 31/12/2021
Modified 31/12/2021
Presentation
T. S. Eliot, em 1922, dedicou Waste Land a Ezra Pound, il miglior fabbro, com palavras de Dante nomeando o trovador Arnault Daniel que ele muito admirava. Presumida oferta deste fascículo da Revista Portuguesa de Humanidades, ao altíssimo poeta da Comédia? Restituímos-lhe o mesmo elogio, 700 anos depois do princípio da sua imortalidade. O “falar materno”, aqui, não é só o português, mas a língua natal, volgare, de cada um dos “ferreiros” que fabricaram este livro. E em todas elas, ecoa a voz do Mestre!
A paisagem literária que se dilata, do montado alentejano até aos confins do mundo, constitui, realmente, um campo metafórico, de onde emergem frondosas árvores de folha perene.  A Imitação de Cristo ou a Ciropedia, por exemplo, representam elos vigorosos de épocas “clássicas”. Se a primeira parece mais próxima do universo religioso de Dante; a segunda, na leitura que os pedagogos do Renascimento dela elaboraram, reveste-se ainda da mesma tradição. Como também a épica camoniana subjacente na Malaca Conquistada prolonga o eco virgiliano da Eneida, cuja tutela a Divina Comédia magistralmente renova.
Podemos referir que a presença de Fernando Pessoa, saliente no índice dos ensaios, e alguns escritores portugueses contemporâneos, tornam mais coesa a fidelidade criativa de uma cadeia de ferro que não quebra, a da vivência existencial. Talvez o modelo agostiniano das Confissões possa, não só explicar o tom da confidencialidade peregrina que Dante revela, mas também o Bernardo Soares do Livro do Desassossego com sua pegada em grande parte da literatura portuguesa hodierna.
Quanto ao exercício da análise linguística, a riqueza deste volume cifra-se pela extensão do seu objecto multicultural. Do Brasil, passando pela África e aportando à China, uma visão de súmula a que não é alheio o autor da Comédia, pisando o chão de visões imaginárias com olhos muito concretos, luminosos, esperançados na paz universal. Enfim, que o fruto da leitura deste fascículo desemboque na mesma evocação sublime do Poeta, como se diz e pede nos versos 97-99 do canto XXX do Paraíso:  O isplendor di Dio, per cu’io vidi / l’alto triunfo del regno verace, / dammi virtú a dir com’io il vidi!
Contents

Mário Garcia, “Apresentação,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 11–12, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_011.

 

Joana Abranches Portela, “O montado desmontado: uma paisagem acontecendo do nascer da Lua ao pôr do Sol,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 13–42, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_013.

 

Emanuele Lacca, “L’azione retta come mezzo di salvezza. Il De Imitatione Christi e la storia come profezia,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 43–72, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_043.

 

Gil Clemente Teixeira, “‘Moderou-se o desejo, mas ficaram lembranças’: diálogos entre Os Lusíadas (1572) e a Malaca Conquistada (1658),” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 73–100, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_073.

 

David Carmona Centeno, “La educación de Ciro en varias traducciones del primer libro de la Ciropedia. Una lectura dirigida a los jóvenes príncipes,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 101–18, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_101.

 

Macarena Cuiñas Gómez, “La admiración portuguesa de Lope de Vega,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 119–42, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_119.

 

Ricardo Mendes Mattos, “‘Dai-me água, quero beber’: as fontes portuguesas dos cantos da cultura popular brasileira,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 143–66, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_143.

 

Rui Sousa, “O Poeta é um Organizador. Notas sobre ‘Organisar’ de Fernando Pessoa,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 167–90, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_167.

 

Fátima Lambert, “Bernardo Soares: The Never Accomplished Travel(s) – Writing and Seeing,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 191–216, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_191.

 

Arturo Diaz, “Rizoma e pluralidade ontológica no Livro do desassossego,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 217–34, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_217.

 

Paul Ngor Mack Ndour, “La réponse par le feu dans le roman portugais néo-réaliste: une manière singulière d’écrire le matérialisme dialectique,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 235–60, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_235.

 

Norberto do Vale Cardoso, “Escrevendo com os olhos: O pó, o brilho e os sonhos sem suporte em Terceira Idade, de Mário Dionísio,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 261–78, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_261.

 

Nuno Brito, “Corpo, Resistência e Precariedade: O Erotismo em ‘Comunidade’ de Luiz Pacheco,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 279–88, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_279.

 

Ana Soares Barbosa, “Matriz discursiva em tempos de pandemia e confinamento: Uma reflexão a partir de textos de Gonçalo M. Tavares e de José Luís Peixoto,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 289–316, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_289.

 

Joana Jacinto, “Posse e existência: a história de haver e ter do Latim ao Português,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 317–40, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_317.

 

Vagner Aparecido de Moura, “Língua e Poder: Código Símbolo-cultural, encapsulado nas Relações Intersubjetivas no Interior do Continente Africano,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 341–62, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_341.

 

Ana Margarida Belém Nunes and Su Xiaoyu, “Caracterização e categorização dos erros escritos de chineses adultos aprendentes de português língua estrangeira em Angola: Um estudo piloto,” Revista Portuguesa de Humanidades25, no. 1–2 (2021): 363–82, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_363.

 

António Maria Martins Melo, “As Humanidades para uma Universidade com Valores,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 383–92, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_383.

 

João Mancelos, “Book Review - Julieta Monginho, Um muro no meio do caminho, 1.a ed. (Porto: Porto Editora, 2018).,” Revista Portuguesa de Humanidades 25, no. 1–2 (2021): 395–98, https://doi.org/10.17990/RPH/2021_25_1_395.

Cart  

No products

Shipping 0,00 €
Total 0,00 €

Cart Check out

PayPal

Search