Categorias

Apostolado da Oração

Pesquisa

A influência do modelo de negócio na tomada de decisão em O Globo

A influência do modelo de negócio na tomada de decisão em O Globo

Fernanda Cristine Vasconcellos, “A influência do modelo de negócio na tomada de decisão em O Globo,” in Repensar a Imprensa no Ecossistema Digital, Ciências da Comunicação 1 (Braga: Axioma - Publicações da Faculdade de Filosofia, 2020), 191–218, https://doi.org/10.17990/Axi/2020_9789726973287_191.

Mais detalhes

À venda À venda!
10,00 €

9789726973287_191

Disponível apenas on-line

  • A influência do modelo de negócio na tomada de decisão em O Globo

    Type Book Section
    Author Fernanda Cristine Vasconcellos
    URL https://doi.org/10.17990/Axi/2020_9789726973287_191
    Rights © 2020 Aletheia - Associação Científica e Cultural
    Series Ciências da Comunicação
    Place Braga
    Publisher Axioma - Publicações da Faculdade de Filosofia
    Pages 191-218
    ISBN 978-972-697-327-0
    Date 2020
    Extra The influence of the business model on decision making at O Globo
    Series Number 1
    Language Portuguese
    Abstract The transformations that prevailed over the contemporary world, especially under the influence of technology, join the social transformations in putting journalism face to a new reality. The frequently referred journalism crisis are multiple, both related to economy and imaginary. The theme of this article is the influence, today, of business models on decision making inside newsrooms. Our guide question is: in a change for the subscription model, the biggest focus inside a newsroom is on journalism’s social ou economic role? We built this comprehension through an interview, and later analysis, with two members of O Globo, one of the most important newspapers in Brazil. Through the methodology Discursive Analysis of the Imaginary, we looked at the most important themes that were addressed by the professionals during the interviews and discovered that there is a rising responsibility of journalists in relation to the economic aspects of the newspaper, constant tension on decision making about what is best for journalism or the business, and also a very commercial driven look towards the audience.
    Book Title Repensar a Imprensa no Ecossistema Digital
    Date Added 12/14/2020, 5:50:57 PM
    Modified 12/14/2020, 6:22:36 PM

    Tags:

    • audience,
    • crisis,
    • digital journalism,
    • O Globo

    Notes:

    • Allcot, H. & Gentzkow, M. (2017). Social media and fake news in the 2016 election. Journal of Economic Perspectives, vol. 31, nº 2, 211–236.
      Anderson, C.; Bell, E. & Shirky, C. (2013). Jornalismo pós-industrial: adaptação aos novos tempos. Revista de Jornalismo ESPM – edição brasileira da Columbia Journalism Review. 5, 2, 30-89.
      Alexander, J. (2016). Introduction: Journalism, democratic culture, and creative reconstruction, in J. Alexander; E. B. Breese & M. Luengo (org.). The crisis of journalism reconsidered: democratic culture, professional codes, digital future. Cambridge: Cambridge University Press.
      Bauman, Z. (2001). Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Zahar.
      Canavilhas, J. (2006). Do jornalismo online ao webjornalismo: formação para a mudança. BOCC-Biblioteca online de ciências da comunicação. Disponível em: http://www.bocc.ubi.pt/pag/canavilhas-joao-jornalismo-online-webjornalismo.pdf.
      Canavilhas, J. (org.) (2014). Webjornalismo: 7 características que marcam a diferença. BOCC-Biblioteca online de ciências da comunicação. Covilhã: Livros LabCom.
      Fletcher, R. (2019). Paying for news and the limits of subscription, in N. Newman, R Fletcher; A. Kalogeropoulos & R. Nielsen. Reuters Institute Digital News Report 2019. Disponível em: https://reutersinstitute.politics.ox.ac.uk/sites/default/files/inline-files/DNR_2019_FINAL.pdf.
      Filgueiras, I. (2018). O bom jornalismo contra a desinformação. In R. Ribeiro& H. Pinheiro (org) Jornalismo em tempos de pós-verdade (posição 107 - 279). Ed. Kindle. Fortaleza: Dummar.
      Gil, A. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas.
      Jarvis, J. (2019). We are not being honest with ourselves about the failures of the models we depend upon. Medium. Disponível em: https://medium.com/whither-news/we-are-not-being-honest-with-ourselves-about-the-failures-of-the-models-we-depend-upon-803e491eda10.
      Jenkins, H.; Green, J. & Ford, S. (2013). Cultura da conexão: criando valor e significado por meio da mídia propagável. São Paulo: Aleph.
      Kovach, B. & Rosentiel, T. (2014). The elements of journalism (3ª ed). Nova York: Three Rivers Press.
      Lipovetsky, G. (2004). Metamorfoses da cultura liberal – Ética, mídia e empresa. Porto Alegre: Sulina.
      Maffesoli, M. (2012). O tempo retorna: formas elementares da pós-modernidade. Rio de Janeiro: Forense Universitária.
      Martins, M. (2011). Crise no castelo da cultura. Das telas para os ecrãs. Coimbra: Grácio Editor.
      McChesney, R. & Pickard, V. (org) (2011). Will the Last Reporter Please Turn Out the Lights: The Collapse of Journalism and What Can Be Done to Fix It Nova York: The New Press.
      McCombs, M. & Shaw, D. (2000). A evolução da pesquisa sobre o agendamento: vinte e cinco anos no mercado de idéias, in N. Traquina. O poder do jornalismo: análise e textos da teoria do agendamento. Coimbra: Minerva.
      O Globo. Mergulho no digital: O Globo investe em conteúdo, serviços e inovação. Publicada em: 27 de dezembro de 2019. Disponível em: https://oglobo.globo.com/brasil/mergulho-no-digital-globo-investe-em-conteudo-servicos-inovacao-24160388 Acesso em: 25 de abril de 2020.
      Pariser, E. (2011, Março) Beware online “filter bubbles” [ficheiro em vídeo]. Disponível em: https://www.ted.com/talks/eli_pariser_beware_online_filter_bubbles#t-266191. Acesso em: 19 de março de 2020.
      Pariser, E. (2012). O filtro invisível: o que a internet está escondendo de você. Rio de Janeiro: Zahar.
      Portal Terra (2018). Concorrência acirrada entre influenciadores digitais gera interesse por novas plataformas de vídeo. Portal Terra. Disponível em: https://www.terra.com.br/noticias/dino/concorrencia-acirrada-entre-influenciadores-digitais-gera-interesse-por-novas-plataformas-de-video,a7340c6ffc88c7e5de4351d438d506adslibao5f.html.
      Pickard, V. (2020). Democracy without journalism? New York: Oxford University Press.
      Ramonet, I. (2011). A explosão do jornalismo. Observatório da Imprensa. Edição 639. Entrevista cedida a Frédéric Durand, de L’Humanité. Disponível em: http://observatoriodaimprensa.com.br/imprensa-em-questao/a-explosao-do-jornalismo/.
      Reginato, G. (2016). As finalidades do jornalismo: o que dizem veículos, jornalistas e leitores. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
      Sacchitiello, B. (2020, 21 de Fevereiro). O Globo lidera circulação dos jornais em janeiro. Meio & Mensagem. Disponível em: https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2020/02/21/o-globo-lidera-circulacao-dos-jornais-em-janeiro.html Acesso em: 25 de abril de 2020.
      Shearer E. & Matsa K. (2018, Setembro 10). News Use Across Social Media Platforms. Pew Research Center. Disponível em: http://www.journalism.org/2018/09/10/news-use-across-social-media-platforms-2018. Acesso em: 18 de março de 2020.
      Shearer E. (2018, Dezembro 10). Social Media Outpaces Print Newspapers in the U.S. as a news source. Disponível em: https://www.pewresearch.org/fact-tank/2018/12/10/social-media-outpaces-print-newspapers-in-the-u-s-as-a-news-source/. Acesso em: 18 de março de 2020.
      Silva, J. (2017). Diferença e descobrimento. O que é o imaginário? A hipótese do excedente de significação. Porto Alegre: Sulina.
      Silva, J. (2019). O que pesquisar quer dizer: como fazer textos acadêmicos sem medo da ABNT e da Capes (4.ed). Porto Alegre: Sulina.
      Singer, J. (2019). Populist Postmodernism: When cultural critique of an Enlightenment occupation goes viral. Media and Communication 7 (4). doi: 10.17645/mac.v7i4.2268. Disponível em: https://www.cogitatiopress.com/mediaandcommunication/article/view/2268.
      Tracy, M. (2020, Fevereiro 6). The New York Times Tops 5 Million Subscriptions as Ads Decline. The New York Times. Disponível em: https://www.nytimes.com/2020/02/06/business/new-york-times-earning.html.
      Traquina, N. (2005). Teorias do Jornalismo, porque as notícias são como são (2ª ed). Florianópolis: Insular.
      Tuchman, G. (1978). Making News: a study in the construction of reality. New York: The Free Press.
      Vasconcellos, F. (2014). A Influência nos grupos de nativos digitais: uma análise da comunicação na rede Facebook. Dissertação (Mestrado) Faculdade de Comunicação Social, Pós-Graduação em Comunicação Social, PUCRS.
      Vasconcellos, F. (2018). Entrevistas jornal O Globo. Medium. Disponível em: https://medium.com/@afecris/entrevistas-jornal-o-globo-581922e9b11a.
      Vizeu, A. (2002). Telejornalismo, audiência e ética. BOCC–Biblioteca online de ciências da comunicação. Disponível em: http://www.bocc.ubi.pt/pag/vizeu-alfredo-telejornalismo-audiencia-etica.pdf.
      Zelizer, B. (2017). What Journalism could be. Cambridge: Polity Press.

Carrinho  

Sem produtos

Envio 0,00 €
Total 0,00 €

Carrinho Encomendar

PayPal

Pesquisa